Uncategorized

Wonder

You were wearing that helmet all the time.

Wonder (2017) - Film PosterHá algum tempo atrás, eu percebi que é complicado manter mais de um blog e decidi juntá-los todos num só. Depois achei os posts sobre os filmes que eu assisto são quase todos sem sentido. Além de não conseguir tempo suficiente para escrever no mesmo ritmo em que os assisto, a maioria dos filmes não tem nada de especial e muitos, senão a própria maioria, são ruins mesmo. Logo começou a crescer o backlog desse blog, que aumentou as já grandes filas dos outros, apareceram os posts repetitivos e, por fim, vazios. Graças a D”s, descobri o letterboxd, que é um jeito mais bacana de logar o que assisto e opinar só quando acho que vale a pena e que os milicos da internet não vão me encher o saco (motivo de eu ter tentado e largado do filmow).

Apaguei os posts de cinema, exceto alguns em que o filme é totalmente secundário. Apaguei também os bobos de uma linha, sem conteúdo, e deixei este blog só para coisas pessoais. Tento manter a frequência agora em um post por semana (o ritmo de um por dia, de alguns anos atrás, me consumia muito).

Mas, e olha que por diversos motivos eu dificuldade em prestar atenção a este filme (por não parar de pensar nos amigos, na vida, na família, no trabalho, na última sessão de terapia, e também na próxima) e de tê-lo achado apelativo, comum e outras coisas, deve haver algo de realmente especial nesse filme para que eu chorasse literalmente do início ao fim. Então, lá vai o post dele.

I forgot that I might see So many beautiful things. I forgot that I might need to find out what life could bring.

Uncategorized

Eu queria mesmo ter algo de novo para dizer, mas tudo já foi dito várias vezes. Não há novidade nenhuma da primeira linha já escrita até a última que ainda vou escrever. Eu procuro, penso, imagino, mas a vida continua este lenga-lenga repetitivo e sem sentido.

E se tudo já foi dito, suspeito que o que falte seja ouvir…