Cinema

Le bruits des arbres

Le Bruit des ArbresEu estudei um tanto de francês quando era moleque. Comecei com um programa que havia na TV Cultura as sábados de manhã. Era um curso de imersão do Pierre Capretz, em vídeo. Esse cara era famoso porque dava aula de francês na Califórnia como se não falasse inglês. Depois, passei para os quadrinhos do Asterix que a namorada belga colecionava. Aos poucos, sem muito método, fui pegando.

Até hoje, mais de vinte anos depois, com pouca prática, alguns filmes de vez em quando, alguns livros, pouca música (música francesa é, em geral, muito chata), fui mantendo um nível razoável para me virar com bastante coisa: asistir rugby, ler livros de autores modernos, assitir filmes sem recorrer muito às legendas (odeio legenda, os caras que traduzem são todos muito ruins).

Este filme, demorou uns minutos para eu perceber que falavam francês. Na verdade, eu me lembrei que era em francês e, prestando atenção, vi que era mesmo. Muito diferente esse sotaque do Québec, não entendi nada. Legenda do começo ao fim.

O filme é normal. Não é ruim, não. Mas, quase um mês e trinta filmes depois, nem me lembro mais de muita coisa relevante nele.

Les bruit des arbres (2015) – trailer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s