Cinema

A Little Chaos

— And what protection can the gardener afford this rose from the harsh elements of change?
— Patience, care, and a little warmth from the sun are our best hope your Majesty.


Aquelas brincadeiras da hora do almoço. Eu comecei a empilhar as coisas da mesa: copos descartáveis, canudos, guardanapos torcidos, o palito de dentes, rolha, tampinha de garrafa. Empilhar me distraindo em equilibrá-los. 

Parecia que brincava de Jenga, enquanto conversava com mon ami Stef. Ele, arquiteto, prestando atenção também, paralelo à conversa, se eu conseguiria. 

Eu colocava peça por peça que pegava da mesa, com cuidado para que a nova peça ficasse bem centrada sobre a anterior. Aquela escultura ridícula que parecia amontoado de louça dentro da pia. Mon ami olhando e conversando comigo.

A conta demorou. Quando chegou, eu estava pousando uma tampinha de refrigerante sobre alguma peça que já estava equilibrada. Só iria caber se eu pusesse na ponta da peça, à esquerda. Eu comecei a procurar outra tampinha para contrabalançar na ponta da direita.

Stef percebeu meu desespero, abanou a cabeça um “não”. Eu parei de procurar e vi que não precisava compensar. O conjunto estava equilibrado. 

Ele pegou então do bolso o maço de cigarro. Tirou um pedaço do alumínio de dentro. Enrolou-o feito um baseado e colocou sobre a tampinha, todo torto. 

C’est ça! Simetria nunca é o jeito mais bonito.”

Ele tinha razão. Aquele amontoado de pratos feito com cuidado, agora, parecia algo feito com cuidado.

Foi a primeira coisa que me lembrei depois de ver esse filme.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s