Uncategorized

Volta das férias sem telefone, segunda-feira é dia de trabalho. A lista do Oscar já saiu e os filmes que não passaram por aqui no ano passado, estreiam esta semana. Ontem ninguém quis ir ao cinema comigo. Eu não deveria ligar para isso, mas já ando achando meio estranho sair para o cinema sozinho numa sexta-feira à noite. Dormi, cedo, me deitei às seis. Acordei para ver o que havia na televisão depois da novela. Só porcaria. Pelo telejornal da RTPi, descobri que o Brasil está estocando a céu aberto um derivado super-perigoso de petróleo (ou coisa que o valha, não prestei atenção) e também que há um português preso em algum lugar do mundo acusado de colaborar com terroristas. Não entendi direito as provas contra ele, parece que a principal prova é ele ser muçulmano. Preguiça de escrever, muita preguiça, e até de anotar para mais tarde as ideias que tenho. Penso nos motivos para escrever ou não cada ideia dessas e acabo chateado, encontrando motivos para não escrever nenhuma. Volto para a cama antes das onze. Saudades de dormir às duas… Percebo que antes havia me deitado com um travesseiro só é procuro pelo segundo. Ele está sobre bancada, em frente à janela. Pego-o e deito abraçado a ele. Está fresquinho, gostoso, bem cheio e fofo. Só então me lembro de que é de penas de ganso, uma frescura à qual me permiti. Vai me fazer companhia, vou demorar a dormir.

2 comentários em “”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s