Uncategorized

Peter Gabriel – Solsbury Hill

Já disseram que esta música é a minha cara, que dá pra me imaginar logo ao ouvi-la. Eu achei engraçado quando me disseram isso, ela não parece com o tipo de música que eu espero me pegar ouvindo. No entanto, é sim uma música que significa muito pra mim. É uma daquelas músicas cheias de coincidências, histórias paralelas, entrelinhas, que se trança em mim.

Uma das lembranças que eu tenho mais bem guardadas, com carinho, da infância de minha filha é de uma madrugada, eu sozinho na sala, bêbado, triste, não me lembro mais porquê. Provavelmente os motivos de sempre. Eu assistia o vídeo desse concerto.

Logo antes desta musica, minha filha acordou e veio à sala pedir pra ficar comigo um pouco. Dizia ter perdido o sono. Ficou toda alegre, sorridente e festeira porque eu deixei.

Quando esta musica começou, eu a abracei, pus em pé no pufe do meio da sala, é um pufe grande que serve também de mesa de centro, e improvisei uma dança com ela. Era uma dança sem passos ou coreografia, logo virou uma brincadeira divertida de abraçá-la, apertar, chacoalhar, atirar e rodá-la pelo ar. Jogar para cima e para baixo, pulando, feito uma dupla de doidos. Acho que, no fundo, éramos.

Quando a música acabou, ela, tonta, se sentou ao meu lado na poltrona, a cabeça no meu ombro, assistiu comigo o finalzinho do vídeo e foi pra cama. E eu, de repente, fiquei mais feliz e dormi em paz também… meu coração fazendo bum bum bum

for the squonk was climbing up on Solsbury Hill

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s