Uncategorized

Coincidência Noturna ou Pequena Anedota da Rotina Conjugal

Foi coincidência nós deitarmos juntos. Há muito tempo não fazíamos isso. Muito mesmo, não me lembro de quando foi a última vez.

Ela acabou de se deitar, escovou os dentes antes de mim. Eu vim do banheiro. Deitei-me de barriga pra cima. É como costumo fazer ao me deitar, não para dormir. Deito de barriga para cima, esticado, para pensar na vida, sempre penso na vida antes de dormir. Faço isso há muito tempo, provavelmente desde a última vez em que deitamos juntos.

Ela devia estar esperando que eu a abordasse. Acho que seria de se esperar. Alguns segundos depois de eu me deitar, provavelmente decepcionada, virou-se pra mim, pôs a cabeça em meu ombro, a mão em meu peito.

Passei o braço por baixo de seu pescoço, abracei-a como pude. Ela começou a esfregar a mão em meu peito. Acho que ela achou que fosse um carinho, ou que me excitaria.

Lembrei-me então de algo, ou de nada, ou só aconteceu algo ou nada. Tirei a mão dela de cima do meu peito e deitei-me de lado de costas para ela.

“Que que foi?”

Não respondi. Ela também se deitou de lado, de costas pra mim. Dormiu rápido. Deve ter ficado aliviada de não precisar fingir que se importa. Eu, daí a pouco, incomodado, olhava o teto e pensava.

4 thoughts on “Coincidência Noturna ou Pequena Anedota da Rotina Conjugal”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s