Uncategorized

Beijo

Agora já faz algum tempo que terminamos. A cãimbra já passou, a respiração normalizou. Mas ainda estamos na posição em que terminamos. O que fizemos, como, nem vem mais ao caso. Ficou teu sabor em minha alma. Você está ainda em cima de mim. O que muda é que agora se deixou descansar, soltou o corpo em cima do meu, descansando. Esconde o rosto embaixo da minha bochecha. Rostinhos colados. Tuas costas suadas, teu colo e ombros também.. Sentir esse teu suor e saber que o suou comigo, me excita muito, mesmo agora que já não tenho mais força e o sono se aproveita pra pesar. Eu tenho medo de que você fique com frio, tento usar meus braços como cobertor nas suas costas. Me ocorre que você não vai conseguir passar o resto da noite assim.

Não quero que você se canse. Daqui a pouco não agüenta, será que vai me largar e se deitar no outro travesseiro? Não posso deixar, não quero que desgrude de mim.

Parece-me uma idéia astuciosa a minha. Eu te giro sobre mim para o meu lado, o braço de baixo ainda nas costas, o décima te segurando pelo quadril. Não sei se você percebe minha intenção. Sei que você não vai conseguir dormir em cima de mim. Quero tentar encontrar uma posição em que você ainda consiga dormir encostadinha em mim. Acho que percebeu, me deu um sorriso. Dividimos o travesseiro, cara-a-cara, meu nariz sobe o teu. A mão que estava no quadril, deslizo por teu corpo, até as coxas, as acaricio, depois subo te alisando até chegar ao teu rosto. Arrumo um cachimbo que te caiu frente ao rosto. Ele que não se atreva a me atrapalhar te ver. Eu me emociono fácil. Você aqui comigo então, é mais que motivo. Afago tua bochecha antes de beijá-la. Acho bonito beijo na bochecha, mesmo para um casal como nós, na mesma cama. Acho bonito beijo na bochecha, na testa, selinho. Mas que se sintam os lábios e a pele beijada. Beijo de verdade, sincero. Cada um desses tipos de beijo quer dizer uma coisa diferente. Não é só o beijo da paixão e do amor que é importante. Há momentos em que beijar a bochecha é o certo a fazer, como agora, é o mesmo que dizer: “O muito que eu gosto de você independe de você se deitar comigo. Eu já gostava este muito antes disso. E continuaria gostando mesmo sem.”

Mesmo assim, não vou te deixar desgrudar o corpo do meu. Não sem um bom argumento, teu conforto. Te abraço. Não é pelo sexo que fizemos ou pelo que eu quero fazer mais. É pelo teu calorzinil gostoso, por sentir teu perfume, o cheiro de shampoo dos teus cabelos. É por ver esse teu rostos lindo que ainda me olha. Fico sem graça, mas não fujo, é você. Pelo modo como você entrou em minha vida, te olhar é quase como me olhar no espelho. O medo que temos de olhar assim, frente-a-frente não é só o de ser visto, é o de se ver, refletido, de ser visto por si mesmo, nos olhos de quem gostamos. De se decepcionar com isso. Olho bem teus olhos e me vejo refletido nele. Me vejo bonito. E me lembro que somos dois. E isso é o mais bonito, não somos um, não precisávamos estar aqui. Estamos por escolha. Escolhemos o mesmo.

Dou um jeito de tocar teu rosto sem deixar de abraçar. Escorrego o cotovelo pras tuas costas, passo o braço por trás do teu ombro, mexo o cabelo pra trás. O movimento é acrobático, a posição final também, a minha. Mas meus dedos alcançam tua orelha e tua bochecha, e ainda te abraço mais firme. Só então reparo que tua expiração aquece meu rosto.

Você parece cansada, deve estar com sono. Não posso outra coisa, além de te achar ainda mais bonita por ter esse sono, e ainda assim estar com os olhos abertos me olhando. A boca não agüenta mais sorrir a largo. Não precisa. Os lábios relaxados sorriem pelos olhos.

Te beijo, com os lábios nos lábios, como o primeiro beijo do casal adolescente. Achei que seria um beijo rápido. Teus olhos se fecham e sinto tua língua em meu lábio. Meus olhos se fecham sozinhos. Já este é um beijo clássico de casal apaixonado indo pra cama, desses de filmes antigos. Não há porque parar de beijar assim devagarinho se você não parar também. E você não pára, nem eu quero parar. Este beijo é como se fosse eterno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s