Uncategorized

Orgulho e Vaidade

Você deitada na cama, de barriga para cima, pernas em torno de mim. Estou em pé na beirada e te puxo de encontro a mim como a mão direita, pela cintura, em movimentos fortes, mas lentos. Devagar pra gente se sentir melhor. Temos a noite toda. A outra mão, deslizo pelo teu corpo. Muito mais devagar ainda, mão firme. Não só quero sentir, quero que você me sinta e se sinta.

Passo a mão do teu ventre até o pescoço, volto, aliso tuas coxas pra você me abraçar melhor com elas. Teu corpo, encostado no meu, é fresquinho. Uma delícia, como se acabasse de sair do banho. Sei que não, porque sinto tua transpiração, tem até duas gotinhas que escorrem de entre os seios. Uma para o lado e cai nas suas costas. A outra, desce pela barriga e pára no umbigo.

Paro um pouco, fazendo carinho com o dedo na covinha da virilha. Você tem uma de cada lado. Não são bem covinhas, é a dobra da perna. Eu sou gordo, relaxado, não tenho nada parecido. Mas você cuida bem do seu corpo. Além de todo o tempo que lhe toma ser inteligente e batalhadora, ainda consegue cuidar dele.

Eu tenho muito orgulho disso, como tenho de tudo em você. Não tenho como não me envaidecer. Algo de bom devo ter pra te merecer.

Agora, o mínimo que posso fazer é me esforçar para você se deliciar com o seu corpo delicioso.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s